terça-feira, 31 de outubro de 2017

IDEOLOGIA DE GÊNERO

A ideologia de gênero em debate na câmara municipal de Belo jardim! A sociedade Belojardinense conhecendo mais sobre a teoria de gênero e suas consequências! Com a participação de Lideres políticos, pedagogos, lideres religiosos e etc.

O QUE FOI A REFORMA PROTESTANTE?

A Reforma Protestante foi um movimento reformista cristão culminado no início do século XVI por Martinho Lutero, quando através da publicação de suas 95 teses, em 31 de outubro de 1517 na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, protestou contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica Romana, propondo uma reforma no catolicismo romano. Os princípios fundamentais da Reforma Protestante são conhecidos como os Cinco Solas.
Lutero foi apoiado por vários religiosos e governantes europeus provocando uma revolução religiosa, iniciada na Alemanha, estendendo-se pela Suíça, França, Países Baixos, Reino Unido, Escandinávia e algumas partes do Leste europeu, principalmente os Países Bálticos e a Hungria. A resposta da Igreja Católica Romana foi o movimento conhecido como Contrarreforma ou Reforma Católica, iniciada no Concílio de Trento.
O resultado da Reforma Protestante foi a divisão da chamada Igreja do Ocidente entre os católicos romanos e os reformados ou protestantes, originando o protestantismo.
A Pré-Reforma foi o período anterior à Reforma Protestante no qual se iniciaram as bases ideológicas que posteriormente resultaram na reforma iniciada por Martinho Lutero.
A Pré-Reforma tem suas origens em uma denominação cristã do século XII conhecida como valdenses, que era formada pelos seguidores de Pedro Valdo, um comerciante de Lyon que se converteu ao cristianismo por volta de 1174. Ele decidiu encomendar uma tradução da Bíblia para a linguagem popular e começou a pregá-la ao povo sem ser sacerdote. Ao mesmo tempo, renunciou à sua atividade e aos bens, que repartiu entre os pobres. Desde o início, os valdenses afirmavam o direito de cada fiel de ter a Bíblia em sua própria língua, considerando ser a fonte de toda autoridade eclesiástica. Eles reuniam-se em casas de famílias ou mesmo em grutas, clandestinamente, devido à perseguição da Igreja Católica Romana, já que negavam a supremacia de Roma e rejeitavam o culto às imagens, que consideravam como sendo idolatria. É inegável que a reforma protestante teve um caráter em suma religioso, mas também social e político! Os reformadores tinham como prioridade fazer com que a Bíblia fosse lida entre o povo, que fora logo traduzida para vários idiomas importantes como o Inglês, Alemão, Espanhol, sendo o Livro Sagrado o primeiro livro a ser impresso! Este é um capitulo da história que não pode ficar no esquecimento. Viva a reforma!
Fonte: Wikipédia 

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

CONVÊNIO SANTA FÉ E PREFEITURA

A prefeitura anunciou um convênio com o Hospital Santa Fé na área de saúde que vai solucionar os problemas do município. Gostaria de considerar duas coisas nesta ação publica, primeiro convênios entre o público e o privado sempre foi regado a confusão. Se o leitor fizer uma pesquisa rápida verá que em todo Brasil há em alguma área da administração pública convênios entre o publico e o privado e não há como evitar isso pela incapacidade administrativa da maioria dos gestores públicos e a falta de estrutura dos estados e municípios para oferecer um serviço de qualidade a população, por outro lado é publico e notório o lado espúrio da maioria deste convênios a lava jato esta ai para comprovar, por isso acredito que o Brasil precisa urgentemente de uma reestruturação na relação entre o público e o privado, pois o país não suporta mais tantos escândalos, tantos desvios de recursos, tanta roubalheira, é de conhecimento geral que as duas áreas mais prejudicadas e assaltadas são a saúde e a educação. Deus ajude que este convênio venha na prática favorecer a população belojardinense. A segunda consideração que faço e que nos deixa com as barbas de molho é a seguinte: Parafraseando o Lula Pixuleco que dizia "nunca na história deste país" eu vi um hospital particular atender bem um paciente do SUS, o Santa Fé o fará? Infelizmente as experiências na questão de atendimento são traumáticas salvo raríssimas exceções, Não acredito que o Hospital tendo apenas um leito, vai  atender ao seu Zé de Taboquinha com o cartão do SUS deixando de atender o "doutor" fulano com seu cartão da Omint. De qualquer sorte todos devemos torcer para o sucesso deste convênio, tomara Deus dê certo, mas fica aqui o meu aviso de alerta para quem tem competência para fiscalizar toda esta operação.